“Rinoplastia pode remodelar e diminuir o tamanho do nariz. Conheça as técnicas, saiba mais sobre a cirurgia, riscos e o pós-operatório.”

— Ricardo Cruz

Cirurgia Plástica do Nariz

Informações Gerais

Conhecida como a mãe da cirurgia plástica, a Rinoplastia nasceu na Antiguidade. Médicos indianos realizavam transplantes de pele e reconstruções nasais já no século VIII a.C, período no qual a amputação do nariz era um castigo para certos crimes. Paradoxalmente, de castigo passou a ser procedimento muito desejado e de extrema satisfação entre os pacientes de cirurgia plástica.

Procedimento

A importância dessa cirurgia tanto no meio dos especialistas quanto no meio do público de pacientes não é à toa. O nariz, órgão localizado no centro  da face, assumi posição de destaque na estética facial, além de seu papel funcional,  importante na respiração, na fala e no olfato. Dotado de uma anatomia extremamente complexa e ao mesmo tempo delicada, mesmo aos especialistas mais experientes!

A cirurgia plástica do nariz visa modificar a forma e pode ou não ser associado com procedimento para melhora da parte funcional respiratória. Podendo ser realizado pela técnica fechada, na qual a cicatrizes ficam apenas na parte interna ou pela técnica aberta, onde há uma cicatriz externa na columela (região central entre as narinas), contudo, normalmente esta fica de ótima qualidade.

O grande desafio da Rinoplastia moderna está em realizar uma análise facial e identificar a mudanças necessárias para adaptar o nariz àquela face de forma individualizada e mais ainda, conseguir fazer o paciente entender as limitações do seu caso em busca do nariz que ele pensa ser perfeito para o próprio rosto.

Anestesia: local com sedação ou geral ( cada caso será discutido com anestesista)

Internação Hospitalar: 12-24 horas

Recuperação

Recuperação breve e pouco curto tempo de afastamento das atividades habituais. É comum graus variáveis de rouxidão e edema no período pós-operatório. O edema costuma regredir muito nos primeiros meses, contudo alguns casos só apresentam essa melhora completa após 6 a 12 meses.

Se eu tivesse que escolher um procedimento cirúrgico que pudesse representar a riqueza técnica e teórica da cirurgia plástica, esse procedimento seria a Rinoplastia. Pois, nela, o cirurgião plástico lança mão de todo seu arsenal teórico e prático. Num processo que vai desde a primeira consulta na qual exige extrema habilidade diagnóstica, clinica e de planejamento no que tange abordagem de seu paciente e seus anseios, passando pela habilidade manual durante a cirurgia propriamente dita e se continua no tratamento pós-operatório, afim de usar seu conhecimento na orientação em busca do melhor resultado ou até contornar possíveis complicações inerentes a qualquer procedimento.